SOCIEDADE BRASILEIRA PARA
O ESTUDO DE QUIRÓPTEROS

 

Brazilian Bat Research Society

 

PANTANAL

Pantanal - Nhecolândia, Corumbá - MS. Foto: Olivier Grunewald

Conheça Nossa Equipe

Erich Fischer

Coordenador

Alan Ericksson

Equipe

Alêny L. Francisco

Equipe

Carolina F. Santos

Equipe

Maurício Silveira

Equipe

Sobre o Pantanal

A planície inundável do Pantanal é uma formação relativamente recente, no centro da América do Sul, que abriga muitas espécies originárias de outras partes do continente. Dentre os mamíferos do Pantanal, Chiroptera é a ordem mais rica, com 65 espécies registradas pelo meno uma vez. Artibeus planirostris (Phyllostomidae), Noctilio albiventris (Noctilionidae), Molossus molossus (Molossidae) e Myotis nigricans (Vespertilionidae) estão entre as espécies mais comuns e amplamente distribuídas na planície. Por outro lado, espécies incomuns tem sido registradas em regiões adjacentes às suas áreas de distribuição geográfica fora do Pantanal. Comparativamente a outras regiões, o Pantanal apresenta baixa diversidade e grande abundância sazonal de itens consumidos por filostomídeos, fatores que contribuem para o aumento da sobreposição alimentar entre esses morcegos. Em contraste aos filostomídeos, principalmente dependentes de manchas florestais, morcegos de outras famílias são predominantemente insetívoros aéreos associados a áreas abertas. A ausência de espécies endêmicas e a ocorrência de espécies de origens geográficas diferentes, de domínios adjacentes, indicam que a planície do Pantanal representa um ecótono na América do Sul.

Projetos de Pesquisa

Estudo dos efeitos da perda de habitat e mudanças de uso do solo sobre a fauna de morcegos 

Referências

Alho CJR; Fischer E; Oliveira-Pissini LF; Santos CF. 2011. Bat species richness in the Pantanal floodplain and its surrounding uplands. Brazilian Journal of Biology 71:311-320. http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842011000200010

Munin RL, Fischer E, Gonçalves F. 2012. Food habits and dietary overlap in a phyllostomid bat assemblage in the Pantanal of Brazil. Acta Chiropterologica 14:195-204. https://doi.org/10.3161/150811012X654871

Fischer E, Santos CF, Carvalho LFAC, Camargo G, Cunha NL, Silveira M, Bordignon MO, Silva CL. 2015. Bat fauna of Mato Grosso do Sul, southwestern Brazil. Biota Neotropica 15:1-17. http://dx.doi.org/10.1590/1676-06032015006614

Silveira M, Tomas WM, Fischer E, Bordignon MO. 2018. Habitat occupancy by Artibeus planirostris bats in the Pantanal wetland, Brazil. Mammalian Biology 91:1-6. https://doi.org/10.1016/j.mambio.2018.03.003

Bordignon MO; Shapiro JT. 2018. Bat diversity in the western Brazilian Pantanal. Mammalia (in press). https://doi.org/10.1515/mammalia-2016-0107

Como citar informações desta página:

Como citar informações desta página: Fischer, E. A. 2019. Secretaria Regional do Pantanal. SBEQ 2019.v2.<http://www.sbeq.net/pantanal>acessado em:

2020 SBEQ